quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

FE$TIVAL DA PROME$$A - O CANTO DA SEREIA DE ALGUNS EVANGELICOS

Milhares de evangélicos ficaram felizes e devem ter dado gritos de louvor quando leram a notícia, e vão assistir ao $how Go$pel. A eterna desculpa não bíblica de que o que importa é pregar Jesus será o chavão para defender este canto das sereias no qual novamente caem alguns “evangélicos” desejosos por fama e dinheiro. Será que agora os fins justificam os meios? Como fica o chamado de Paulo sobre a união do fiel e infiel oferecida em Coríntios? Essa orientação somente vale para namoro ou casamento? O texto diz: E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel? (2 Coríntios 6:15) Quem deve pregar e custear a pregação do evangelho? Qual deve ser o lucro da pregação do evangelho? Dinheiro ou vidas transformadas? Ou alguém pensa que a Globo faz tudo isso para glorificar a Deus? Quantos milhões ganham com patrocínios ou nas vendas de discos? Quero destacar como foi feita a escolha dos cantores, veja onde ficou a espiritualidade: Cito do site globo.com: "O elenco é uma amostra do que há de mais representativo no gospel atualmente, e é música de qualidade — explica Luiz Gleiser, diretor de núcleo da Globo e também do evento: — Chegamos a esses nove nomes pesquisando indicadores de mercado, número de execução em rádios e de shows.

(http://extra.globo.com/tv-e-lazer/festival-promessas-reune-num-show-grandes-atracoes-da-musica-gospel-vai-virar-especial-de-fim-de-ano-na-tv-3411114.html#ixzz1gf1xtkcZ)

 Estes que, além de uma teologia sem forma e vazia, despertam os sentimentos esquizofrênicos e doentes de pseudos cristãos que não conhecem o que é conversão, arrependimento, fé, graca, etc. Desta vez foram esquecidas as críticas que vieram da Globo contra os evangélicos. As novelas produzidas pela Globo que deturparam e deturpam os valores cristãos e os da família; os desvios de conduta aprovados e estimulados pela Globo como normalidade da vida. Onde ficaram as passeatas, as faixas nas marchas para Jesus contra a Globo? Quantos protestos, pedidos de boicote, pregações nos púlpitos foram feitos contra a Globo? E agora o poder da fama, o vil metal quer comprar milhões de evangélicos com um FESTIVAL DA PROME$$A.
Eu concordo plenamente que a igreja e a pregação do evangelho esteja na mídia, mas não posso concordar com os aliados que se escolhem. Estes não podem ter valores não cristãos. Neste caso, a Globo se caracteriza por difamar o evangelho, promover o espiritismo, enxovalhar os pastores, ensinar valores não cristãos e promover um modelo de vida contrário ao Bíblico. Eu não posso me aliar...
Quando lemos os livros de história da Igreja se levantam críticas contra a igreja do século (III-IV) que se compactuou com o poder romano, já que ela teve a oportunidade de aceitar e se aliar ao poder político e econômico. Nesses dias, muitos morreram pela sua fé no palco do circo romano e nos teatros gregos. Hoje, muito se deixam comprar pelo espirito do mesmo circo romano, embora em diferentes épocas da história. No passado entregaram a sua vida pela sua fé e pregação do evangelho, hoje entregam sua vida para participar dos lucros, da popularidade, mas não para morrer pela sua fé e seus valores cristãos. Hoje é o evangelho de ganhar para ganhar, ontem foi o evangelho de perder para ganhar.
Os tempos mudaram, mas as artimanhas diabólicas não mudam. O evangelho de Jesus que muitos pregavam foi aliado ao poder político e econômico. A história se repete embora os personagens sejam outros. A fórmula de estragar a essência do poder do fermento do evangelho é oferecendo ao evangelho a facilidade da aceitação, a fama da popularidade. Não se pode esquecer que a tentação sofrida pelo Mestre foi exatamente poder, fama, glória, destaque, domínio. Hoje se vive no deserto, faltava surgir o tentador. Eis aí!
A história julgará este cristianismo do poder e fama. Da mesma maneira como hoje se olha o passado e se acusa a igreja de permitir essa aliança sacro-política, a igreja do início do século 21 sofrerá o julgamento da história e o evangelho será visto como o produto que foi vendido por 30 moedas, embora não de prata mas de Ibope ou milhões de dólares. Com certeza, não me venderei a este canto.

12 comentários:

  1. Lamentável ... as pessoas apenas vão sem refletir ... muitos dos seus pastores inclusive fretam ônibus e incentivam o rebanho ... tá difícil !!!

    ResponderExcluir
  2. Prezado irmão. Graça e paz!
    Entendo a sua preocupação... Mas, "se não fazemos", se diz: onde estão os crentes que não fazem nada!!! Se fazemos,se diz: São hipócritas, gananciosos, etc... Lembre-se: Jesus estava no meio dos pecadores e publicanos, pois eles precisavam de médicos...
    Não podemos fugir do diabo... ele é que precisa fugir de nós... Entendo que, humildemente, esta é uma grande oportunidade de mostrar ao Brasil que temos vez, voz e voto... Vamos dar uma grande audiência neste domingo e, quem sabe, eles passarão a ter mais respeito pelo povo de Deus ...

    Cordialmente, Paulo Morais

    ResponderExcluir
  3. Meu amigo Aguilhera, mesmo de longe, continua a nos beneficiar com textos que nos levam a uma reflexão ao resgate do evangelho genuíno.
    Grande Abraço!!

    André
    FATHEL

    ResponderExcluir
  4. Aguilhera, concordo com sua matéria, no entanto, o que me preocupa é com a falta de postura de nossas igrejas; podemos e somos contra o que a Globo apresenta, e sabemos que tudo que sai da mesma tem segundas intenções, mas. o que temos feito como igreja? será que o que temos visto, em relação a esse show e a tantos que temos presenciado, não é a palavra de Jesus se cumprindo onde diz que até as pedras clamarão? será que nossas igrejas não estão preocupadas apenas em construir grandes templos, e por isso, um canal como a Globo, que não tem nada de Cristianismo, lança mão de uma programação gospel. Acredito que é o momento de nós, verdadeiros Cristãos, parar e pensar em suas posturas e atitudes, e reformular seus conceitos, e se dedicar ao que realmente importa: que é, ganhar almas para Cristo esvaziando assim o Inferno. Pr. Eber Monteiro - Aquidauana - Ms.

    ResponderExcluir
  5. Não defendo a Globo - não defendo qualquer instituição que seja, tenho mais o que fazer -, mas adicionando um adendo na argumentação.

    Se formos literalistas ao ponto de legitimarmos somente aqueles que pregam o evangelho sem interesse nenhum, creio que a esmagadora maioria das igrejas e pregadores não seriam legítimos! Perante Deus, quase ninguém estaria legítimo para pregar o evangelho. Se formos pensar assim, não restaria ninguém. A Rede globo é uma rede, não uma entidade espiritual.

    Concordo plenamente com a lucratividade desse mercado, o foco financeiro, a podridão espiritual, etc.

    Entendo esse debate como mais um daqueles sem frutos... tipo: que diferença faz tal ou qual posição? Nenhuma. Se deixarmos de ouvir esses cantores-capitalistas na rede glogo, nós os canteremos nas igrejas.... Nossas programações são show, senão não vai ninguém aos cultos!

    Pra mim, o que quro colocar é: não faz diferença a Glogo se inserir ou não nesse mercado, é perda de tempo, é tudo jogo político, tanto deles quanto nosso se os sabotarmos. Sou a favor de uma sabotagem sim para demonstrar pra eles nosso poder e impor respeito, nesse sentido sim, o que não passaria de jogo político também.

    A Globo pode ser aliado de alguns, mas eles estão nesse mercado e vão vficar aí. Não vejo diferença entre a Glogo e a MK, a Record, etc... Tá tudo no mesmo barco: Capital! Enquanto a Globo se caracteriza por difamar o evangelho publicamente, outras gravadoras cristãs fazem na surdina.

    ResponderExcluir
  6. A discussão é muito boa e, gostaria de contribuir da seguinte forma: entendo que devemos conquistar espaços para anunciarmos o evangelho que segundo o apóstolo Paulo " pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego". Romanos 1:16
    Sabemos que a Globo tem contribuído para a destruição dos valores cristãos preceituados na Bíblia sagrada que para nós é nossa única regra de fé e prática. Então, gostaria de ver diminuído mesmo é esta hipocrisia que campeia no meio evangélico. Muitos destes que criticam eventos deste porte realizados pela Globo e questiona a fé dos artistas evangélicos que estão lá recebendo seus cachês - todo trabalhador não é digno de seu salário? vivem em suas casas, com suas famílias, ligados todo o dia e o dia todo na globo. Se não são capazes de desligarem suas próprias tvs, de cuidarem da vida espiritual de seus próprios filhos e filhas, como cuidarão das coisas espirituais de Deus? A recomendação de Paulo é: "Antes, rejeitamos as coisas que por vergonha se ocultam, não andando com astúcia nem falsificando a palavra de Deus; e assim nos recomendamos à consciência de todo o homem, na presença de Deus, pela manifestação da verdade". 2 Coríntios 4:2

    ResponderExcluir
  7. Difícil percepção para aqueles que tem no canto musical a interpretação de libertção e não de serviço.O Louvor não liberta quem liberta é Cristo!

    ResponderExcluir
  8. Amado Pastor,

    Concordo com sua argumentação. Propicia o pensar e o agir. Discordo de sua conclusão. Se o espaço é aberto, que se pregue o Evangelho. Vazio o espaço não ficaria. Entre divulgar imoralidades e música gospel, que se divulgue esta última. Bom seria se os evangélicos se unissem, denunciassem a permissividade da Globo & Cia., boicotassem tais TV's. Mas sabe quando? Nem os batistas são competentes prá dizer ao Brasil o que pensam sobre homossexualismo, etc. O que se dirá então dos evangélicos. Então, deixa a coisa rolar. Direta ou indiretamente o Evangelho será pregado a milhões. De repente alguma vida é salva...

    E, em nossos púlpitos, continuemos a denunciar
    a promiscuidade, a devassidão, divulgadas nas TV's.
    Receba o meu carinho,
    pr vandir allas
    0xx12-39416044
    sjcampos sp

    ResponderExcluir
  9. tá difícil tempos difícies,eu concordo com sua conclusão,parabens são poucos com esta coragem,de falar a verdade de protestar,a maioria pensa já que não posso com tal situação,junto me sutilmente a ela e deixa rolar pode ser que se consiga algo positivo,vamos ver onde chegar com este conformismo.

    ResponderExcluir
  10. O texto é excelente, assim como os comentários. É complexo chegar a uma conclusão definitiva sobre o caso, mas em minha opinião, o importante é que o evangelho seja pregado, alcançando e salvando vidas pelo poder da Palavra. A Bíblia diz que nem todo que diz "Senhor, Senhor" será salvo, contudo, cabe somente a Deus julgar a intenção do coração dos que pregam.

    Fiquem todos com a paz do nosso Senhor.

    ResponderExcluir
  11. Olhe, tenho pensado sobre este assunto há alguns dias e não sinto segurança em alguns cantores que estão na mídia. Fica observando as pessoas gritando, chorando , até chegando a rsagar as roupas desses cantores! Isso me preocupa, e o mercado de "cantores gospel" continuam bombando! Será se é realmente a mensagem de Deus que eles estão queendo passar ou será mais um gosto pela vanglória de continuar a serem "idolatrados" pelos crentes de plantão no twiters da vida,,,,

    ResponderExcluir
  12. Suas mensagens são muito boas e vir a seu blog é uma benção.Dou-lhe os parabéns e continue nessa sua força trazendo a cada dia essas mensagens gratificantes de edificação, consolação e exortação. É este o alvo da nossa vida, incentivar a continuar a nossa caminhada pelas veredas da luz, com alegria falando das maravilhas do nosso Salvador. Que sua vida brilhe mais e mais a cada dia. Se desejar fazer parte de meus amigos virtuais é só clikar. Faça-o de forma a que possa seguir também seu blog. As minhas cordiais saúdações em Cristo Jesus.

    ResponderExcluir